Nos dois últimos textos do nosso blog, falamos sobre CRM e SFA, duas importantes ferramentas que podem ajudar as empresas a aumentarem o faturamento. Bom, agora vamos abordar as diferenças entre essas soluções e mostrar de que forma elas se complementam em um trabalho intenso na busca por mais clientes.

Vamos começar, então, com a diferença entre esses dois sistemas. O foco do SFA está mais voltado para a gestão de informações relacionadas à área comercial das empresas, ou seja, ela reúne, por exemplo, dados detalhados de vendas, metas e acompanhamento de pedidos.

De forma resumida, o SFA pode ser utilizado para identificar e gerenciar oportunidades de vendas, permitindo que as empresas tenham uma noção mais completa de onde podem atuar e como precisam trabalhar para conquistar novos clientes.

Já o CRM está voltado para um trabalho de organização dos contatos da empresa, desde a primeira interação até o momento do pós-venda, em que os clientes buscam a resolução de problemas.

Essa ferramenta atribui o motivo, responsáveis e o tempo máximo para a solução, além de automatizar o processo de preparação, emissão de orçamentos e envio de propostas, agilizando a emissão de pedidos de clientes.

Quando escolher uma das duas soluções?

O SFA é uma opção essencial para as empresas que precisam potencializar a força de vendas, dando a elas mais subsídios para atuarem. Isso porque essa ferramenta pode ser combinada com o talento dos vendedores e com os outros benefícios que você já oferece aos profissionais.

Enquanto isso, o CRM é a opção ideal para quem deseja investir em um trabalho de fidelização da clientela por meio da organização dos contatos. E isso é possível porque essa solução permite o armazenamento das interações, o que garante um atendimento mais personalizado e ágil, pois a busca pelos dados de histórico é muito mais rápida.

Como combinar CRM e SFA?

Estando clara as funções e as diferenças entre CRM e SFA, vamos falar em como essas ferramentas podem ser combinadas para ajudar as empresas a faturarem mais. Podemos dizer, então, que elas podem ser complementares no dia a dia dos vendedores e outros profissionais.

Em parte, isso acontece porque o CRM assume os contatos feitos por meio dos obtidos após o uso SFA, ou seja, ele organiza as vendas que forem sendo geradas. Imagine que o time de vendas pode ir trabalhando com as metas tendo como suporte uma ferramenta que armazena todo o histórico de interações com o cliente ou possível cliente.

Enquanto o SFA gera dados e potencializa a força de vendas, o CRM permite que todas as informações sejam armazenadas da melhor forma possível, garantindo que oportunidades não sejam perdidas por conta de demora no atendimento ou mesmo falta de dados estruturados.

Além disso, as informações contidas no CRM podem ser combinadas com as do SFA para gerar campanhas de vendas. Ao identificar uma região com potencial, por exemplo, é possível buscar os contatos certos, com uma série de informações já estruturadas e prontas para serem trabalhadas.

Listas de contatos podem ser criadas de maneiras muito mais rápida a partir de uma ferramenta de CRM, tornando o trabalho do vendedor muito mais fácil, pois ele pode aumentar o nível de assertividade.

Outra forma em que as duas ferramentas se complementam é no fato de que o SFA pode ser utilizado para mensurar todo o trabalho realizado a partir das campanhas criadas dentro do CRM.

Ficou claro como as duas tecnologias são complementares? Em caso de dúvida, nos procure. A Softdata está à disposição da sua empresa!

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Quer receber mais conteúdos como este?

Desenvolvido pela