Já não é de hoje que a tecnologia tem ajudado bastante o consumidor final a lidar com os seus problemas. E há uma solução para praticamente tudo. Não importa qual seja a dificuldade, uma empresa provavelmente possui uma resposta pronta e está disposta a atender esse cliente. Mas e como fica o outro lado dessa relação? Como os avanços tecnológicos têm auxiliado aqueles que precisam estar sempre preparados para atender bem, seja um consumidor final ou um fornecedor? 

O WMS, sigla de Warehouse Management System, é a prova de a tecnologia também está sendo usada para o bom funcionamento do outro lado da balança. O chamado Sistema de Gerenciamento de Armazém tem auxiliado centros de distribuição e armazéns a funcionar de forma plena, aliviando a dor de cabeça que os gestores precisam enfrentar.

Ainda não conhecia essa solução? Não se preocupe! Neste artigo publicado no blog da Softdata, vamos entender o que é um WMS, como esse sistema funciona e quais são os problemas que ele pode resolver dentro das empresas. Caso você já entenda o funcionamento de um Sistema de Gerenciamento de Armazém e esteja disposto a conversar com a gente sobre essa solução, não hesite em entrar em contato conosco.

WMS: o que é? 

Apesar do nome aparentemente complicado em inglês – Warehouse Management System –, o WMS é uma ferramenta bastante simples de entender. Tudo fica ainda mais fácil quando nos apoiamos em sua tradução para o português: Sistema de Gerenciamento de Armazém. Portanto, o WMS nada mais é do que o software projetado para administrar as atividades, produtos e equipes de centros de distribuição e armazéns.

Hoje, muitas empresas ainda lidam com essa necessidade de forma bastante rudimentar. Utilizando controles manuais ou planilhas eletrônicas, essas companhias limitam o seu crescimento, pois não conseguem escalar sem aumentar, na mesma proporção, a complexidade de seus controles. Ao tentarem fazer isso, esbarram em uma série de dificuldades que só atrasam a evolução do negócio.

O WMS é a solução perfeita para esses casos. A implementação desse sistema aperfeiçoa a operação logística dentro dos armazéns, garantindo total rastreabilidade das mercadorias em todas as suas movimentações, desde o seu recebimento até a sua expedição. O Sistema de Gerenciamento de Armazém ainda pode trazer muitos outros benefícios, como um aumento na produtividade da equipe logística.

COMO FUNCIONA UM WMS?

Se você chegou até aqui, é muito provável que você já esteja começando a entender a importância de um WMS para as companhias que possuem armazéns ou centros de distribuição. Mas como o Sistema de Gerenciamento de Armazém funciona de fato? Será que essa é uma solução que realmente se aplica à minha empresa?

Como dito anteriormente, o WMS é um software, um programa que roda em computador e dispositivos móveis ligados a uma rede local. Em seu funcionamento, o sistema se conecta a um bando de dados onde são registrados, de forma praticamente imediata, todas as movimentações que acontecem dentro de um armazém. Esse controle pode ser realizado de diversas formas, desde o uso do tradicional código de barras até a utilização de sensores automáticos.

Para garantir a rastreabilidade, o WMS atribui um código único para cada um dos itens do armazém, o SKU (sigla em inglês para Stock Keeping Unit ou Unidade de Controle de Estoque). Isso acontece no momento que o produto entra no estoque, podendo ser no recebimento ou na produção. Esse código reúne diversas informações do produto, como lote, data de validade, conferente e fornecedor.

Como resultado desse controle, o Sistema de Gerenciamento de Armazém facilita algumas rotinas dentro da empresa, como o recebimento, conferência, armazenagem, separação, movimentação, reabastecimento e expedição de produtos. Quando integrado a um ERP (Sistema de Gestão Empresarial), o WMS se torna ainda mais poderoso, podendo lidar com outras atividades ainda mais complexas.

QUAIS OS PROBLEMAS QUE O WMS RESOLVE?

A implementação de um WMS pode trazer inúmeros benefícios para as empresas. Isso geralmente acontece por meio da solução de diversos problemas enfrentados pelas corporações. Dentre os mais comuns, podemos mencionar as seguintes dificuldades que o Sistema de Gerenciamento de Armazém ajuda a combater:

  • Falta de espaço
  • Desorganização de produtos
  • Inventário desbalanceado
  • Avaria nas mercadorias movimentadas
  • Lentidão em rotinas de conferência
  • Atrasos no carregamento
  • Extravio de mercadorias
  • Pedidos em duplicidade
  • Baixa produtividade da equipe
  • Custos elevados

É óbvio que a simples implementação do WMS não garante uma solução para cada um dos problemas acima. Porém, por meio de uma análise criteriosa, é possível entender se o novo sistema pode trazer benefícios claros para o negócio. Afinal, não faltam casos de sucesso que comprovam que o WMS realmente pode transformar uma organização.

COMO A SOFTDATA PODE TE AJUDAR

Se o seu armazém ou centro de distribuição sofre com os problemas listados acima, pode ser que o SGE-WMS, desenvolvido pela Softdata, seja uma solução para o seu negócio. Esse sistema foi criado para melhorar a eficiência logística das corporações, aumentando o controle graças a rastreabilidade total das mercadorias em todas as fases de movimentação.

Caso a a sua organização sofra pressão constante para reduzir custos de armazenagem, manter o nível de satisfação de clientes/fornecedores e ainda cumprir prazos de entrega agressivos, o SGE-WMS pode ser uma boa solução. É verdade que a implementação de um sistema desses pode ser bastante trabalhosa, mas os benefícios podem ser recompensadores.

Se você acredita que a sua organização pode ser beneficiada pela nossa solução, entre em contato com a gente. Ficaremos muito felizes em avaliar se a implementação do SGE-WMS é uma boa alternativa para o seu negócio. Nós não queremos “empurrar a nossa solução para você”, mas entender como nós podemos ajudá-lo. Por isso, esperamos o seu contato!

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Quer receber mais conteúdos como este?