Equipamentos, equipes, infraestrutura, produtividade e controle do espaço. O dia a dia da gestão da logística interna é pesado, não é mesmo? São muitos pontos importantes sobre os quais ficar de olho ao mesmo tempo. Mas a solução para esse desafio pode estar mais perto do que você imagina. O uso de dados na gestão do armazém já é uma realidade que pode tornar a sua vida mais tranquila.

É como se os dados estivessem sempre ali emitindo sinais para sua empresa, só que ninguém os captou antes e transformou-os em um capital valioso. É fundamental, então, dar atenção para esses alertas gerados diariamente de diversas partes do armazém.

O segredo para captar os sinais que os dados emitem está na tecnologia. É possível retirar insights precisos, que vão tornar sua operação muito mais dinâmica e ágil, com um processo de tomada de decisão baseado em fatos que ocorrem diariamente dentro do armazém.

Possibilidades no uso de dados na gestão do armazém

No começo do texto falamos de alguns aspectos do uso de dados na gestão do armazém e que são muito importantes para a saúde da operação. Pois bem, agora detalhar melhor como eles podem ser beneficiados a partir de dados.

Produtividade da equipe

A solução para aumentar ou manter a produtividade dos funcionários não está somente no escopo de trabalho ou em ordens bem definidas e depois cobradas. Os dados de performance da sua equipe de armazém podem dar insights valiosos que muitas vezes você não perceberia.

A partir da tecnologia é possível captar informações como tempo gasto em cada operação, performance em tempo real e até mesmo um ranking. Com isso, o gestor pode avaliar esses números e identificar comportamentos que estão fora do padrão e indicam algum problema. 

Um exemplo seria um operador de empilhadeira que sempre foi pontual e começou a atrasar os pedidos. Com essa informação abre-se uma possibilidade de diálogo para entender o que está acontecendo. Isso seria seria muito mais difícil sem esse controle, pois o problema pode aparecer quando já é tarde.

Infraestrutura do armazém

Outro ponto muito importante que pode ser observado com atenção é a infraestrutura do estoque. Se o gestor captar dados diariamente para fazer análises de performance pode acabar percebendo possíveis problemas no piso, nos paletes ou nas prateleiras. Isso porque se a performance vinda de uma determinada localização do armazém começa a sofrer muita alteração, é sinal de algo está errado.

Isso pode ser o piso muito danificado que força os operadores a reduzir muito a velocidade ou uma baixa quantidade de peças como paletes, fazendo com que a performance caia. E esses pontos nem sempre são relatados por não serem percebidos ou alguns outros fatores.

Equipamento e máquinas

O controle dos equipamentos também é um ponto importante na gestão a partir de dados. O primeiro aspecto a ser considerado pode ser o do retorno sobre o investimento em uma empilhadeira, por exemplo. É necessário garantir que ela opere de forma sustentável para justificar e retornar o dinheiro investido nela.

O outro aspecto é o da manutenção dos equipamentos. Uma vez que é possível controlar o tempo de uso e, assim, administrar ações de manutenção preventiva ou mesmo gerenciar a vida útil das máquinas. Além de garantir a saúde do patrimônio, ainda assegura mais segurança aos funcionários.

Gerenciamento do espaço do armazém

A tecnologia também pode ajudar a gerenciar o espaço do armazém a partir dos dados gerados. Isso porque é possível controlar os níveis de estoque e observar o uso de cada local do depósito, por exemplo. Com isso, aos poucos a gestão pode identificar pontos de melhorias, como ampliação de espaço para um item, redução para outro que esteja usando pouco.

Imagine que a partir de informações de estocagem, você perceba que o item x esteja utilizando pouco espaço do local do armazém destinado para ele. Assim, a empresa pode dividir essas prateleiras com outras mercadorias que estão tendo mais saída. Tudo isso de forma muito dinâmica e acompanhando o dia a dia da operação.

Como realizar a captura e a leitura desses dados?

A captura e a leitura dessas informações podem ser feitas a partir de uma solução de WMS. A ferramenta faz o controle de toda a movimentação de mercadorias dentro de um armazém. Ela registra entradas, indicando o melhor local de armazenamento e o lote de um item que deve ser enviado para o cliente.

O WMS registra todas essas informações e as apresenta em nível gerencial para um acompanhamento assertivo e efetivo. Quer entender melhor como a ferramenta funciona? Entre em contato com a Softdata. Nossa equipe de especialistas está à disposição.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Quer receber mais conteúdos como este?

Desenvolvido pela